Siga-nos nas redes Sociais

Casamentos

Flores para casamento homoafetivo e que simbolizam o movimento LGBTQ +

Publicado

em

Flores para casamento homoafetivo e que simbolizam o movimento LGBTQ +

Começamos por esclarecer o que significa o acrônimo LGBTQ +. A sigla ou acrônimo LGBTQ + significa lésbica, gay, bissexual, transgênero, queer (ou às vezes questionador) e outros. O “mais” representa outras identidades ou orientações sexuais, incluindo pansexual.

O movimento LGBTQ + também chamado de movimento pelos direitos homossexuais ou movimento de libertação gay surgiu com o objetivo de defender direitos iguais para gays, lésbicas, bissexuais, pessoas trans e demais orientações sexuais.

Antes do final do século 19, quase não havia nenhum “movimento” pelos direitos dos homossexuais, entretanto ao longo das últimas décadas muita coisa alterou-se e finalmente nos dias de hoje foram estabelecidos por lei em muitos países o direito para a realização de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Isso é fantástico, respeito pela escolha individual de cada ser humano e pela forma como este individuo pretende direcionar sua vida e seus sentimentos.

Diversos países legalizaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Taiwan tornou-se o primeiro país da Ásia a reconhecer a união civil entre pessoas do mesmo sexo ou casamento homoafetivo. Em 2014, a Finlândia aprovou o casamento entre gays. Em 2016, Colômbia aprovou constitucionalmente o direito de casamento entre pessoas do mesmo sexo. Em 2017 foi a vez da Áustria, Australia, Alemanha e Malta.

No Brasil em 14 de maio de 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou a Resolução 175, que garantiu aos casais homoafetivos o direito de se casarem no civil. Em Portugal a união entre pessoas do mesmo sexo entrou em vigor em junho de 2010.

Posto isso, já é possível nestes países a realização de uma cerimônia belíssima para a celebração do casamento entre duas pessoas do mesmo sexo, ou também chamado em muitos países união homoafetiva. E nesta celebração da união entre duas pessoas contém muitos itens importantes que envolvem a cerimônia de casamento, recepção para os convidados, roupas, música, e o principal item decorativo, as flores. Sim flores, e dentre o imenso universo floral, existem algumas flores que simbolizam o movimento LGBTQ + ao longo da história.

Flores que simbolizam o movimento LGBTQ + na história

Vamos abaixo conhecer algumas das flores que simbolizam o movimento LGBTQ+ e o casamento entre pessoas do mesmo sexo, pode ser que dentre elas você possa se inspirar e incorpora-la na decoração floral do seu casamento.

As flores fazem parte de uma linguagem codificada dentro da comunidade LBGTQ + há séculos. No livro (Arco Íris Revolucionário) da historiadora Sarah Prager encontramos citações sobre muitos símbolos florais além de rosas tingidas, incluindo cravo verde, rosas, violetas, lavanda e amores-perfeitos.

  • Lavanda

    A Alfazema ou Lavanda tem sido associada a homens e mulheres gays. “Garoto lavanda” era um termo usado para homens gays na década de 1920. Um rapaz que tivesse qualquer característica não considerada masculina o suficiente seria acusado de ter “um toque de lavanda”.

    Para as mulheres, a alfazema passou a ser associada a lésbicas que queriam ser incluídas no movimento feminino. A flor Lavanda fez parte de muitos movimentos feministas e sobre os direitos das lésbicas.

    A flor também é citada como símbolo de movimentos homoafetivos porque mistura rosa – culturalmente conectado às meninas e azul – culturalmente conectado aos meninos.
    Atualmente a lavanda é frequentemente a escolha dos parceiros LGBTQ + para decoração de casamentos e para oferecer no Dia dos Namorados.
  • Cravo Verde

    O Cravo Verde ganhou notoriedade quando o escritor Oscar Wilde popularizou o uso de um cravo verde como símbolo gay em 1892. Ele instruiu seus amigos a usá-los na lapela na abertura de sua comédia, Lady Windermere’s Fan. O que fez com que o Cravo Verde se tornasse um símbolo codificado de que um homem se sentia atraído por homens.
  • Amores-perfeitos

    Marcel Proust em sua obra , referiu-se ao namoro entre dois homens como sendo semelhante ao processo de fertilização da flor. Os homens eram chamados de “botânico noturno”, “botão de ouro ou” rapaz da horticultura “.

    No entanto, alguns relatos dizem que Christopher Looby escreveu em seu livro, Flowers of Manhood (Flores da Masculinidade), amor perfeito para denominar homens homossexuais especialmente para aqueles que se vestiam extravagantemente.
  • Violetas

    Safo (c. 630-c.570), poetisa grega que viveu na ilha de Lesbos, citava as violetas em seus poemas antigos, criando essa associação para o amor entre duas mulheres. As raparigas utilizavam guirlandas de violetas e muitos adornos para os cabelos valendo-se da delicadeza das violetas”. A referência codificada às violetas no amor feminino perdurou por séculos.
    Já em 1926, um escândalo ocorreu quando uma personagem feminina da peça O Cativo enviou um bouquet de violetas para outra personagem feminina. A abordagem do tema lesbianismo nesta peça gerou um alvoroço e clamou pela censura. Posteriormente, o escritório do promotor público de Nova York encerrou a produção em 1927.
  • Rosas

    A rainha de todas as flores não seria esquecida para a decoração de um casamento entre pessoas do mesmo sexo. É a Rosa é simbologia máxima da paixão e do amor. Dentro da comunidade LGBTQ +, as rosas são um símbolo para o amor e a beleza interior.

Planeamento da decoração floral para o casamento homoafetivo

Assim como em um casamento heterossexual, o casamento entre pessoas do mesmo sexo também tem uma vasta lista de itens que devem ser observados e jamais esquecidos no que se incluem bouquets das noivas (ou noivos), flores para uso das damas de honra, padrinhos e madrinhas, flor de lapela para todos os senhores participantes da cerimônia, e obviamente toda a decoração floral para o local onde será realizada a cerimônia. A paleta de cores poderá ser suave ou ainda basear-se nas cores do arco-íris, símbolo mundial do movimento LGBTQ+.

A Lizgarden irá realizar um projeto exclusivo de acordo com o orçamento e com as respectivas expectativas dos noivos ou das noivas, bem como a lista de todos os itens decorativos que devem estar presente nesta celebração.

Agora que você já conheceu um pouco mais sobre as flores que simbolizam o movimento LGBTQ + na história, poderá contactar a Lizgarden através do telefone (351) 218 429 960 para que possa agendar uma entrevista para uma consultoria gratuita onde poderão ser abordados todos os itens para a decoração do seu casamento homoafetivo.

Visite também nossa loja online: Lizgarden

Conheça nossa página no Facebook: – Lizgarden

LIZGARDEN…ARTE & FLOR em forma de AMOR ♥

Populares