Siga-nos nas redes Sociais

Eventos

Tradições e curiosidades sobre o Natal em todo o Mundo

Publicado

em

Tradições e curiosidades sobre o Natal em todo o Mundo

O Natal é uma data cristã que celebra o nascimento do menino Jesus, embora pouco saibamos sobre a data real do nascimento de Jesus, historiadores citam que a celebração realizada no fim do ano está relacionada a rituais realizados na Europa em comemoração ao renascimento da natureza e a esperança de uma nova vida durante o solstício de inverno.

O 25 de dezembro foi identificado pela primeira vez em 221 d.C. como a data do nascimento de Jesus por Sexto Júlio Africano, primeiro historiador cristão nascido em 180 d. C., que ficou conhecido por produzir uma cronologia universal sobre acontecimentos históricos.

O Natal passou a ser celebrado somente 200 anos após o nascimento de Cristo. A primeira data registrada de Natal sendo comemorado foi em 25 de dezembro foi em 336 d. C.

Desde então muitas tradições e rituais de celebração foram incorporados a celebração de Natal em todo o mundo, por isso existem diversas curiosidades e muitas coisas interessantes em diversas culturas relacionadas sobre a origem do Natal. Abaixo falaremos brevemente sobre algumas delas.

Frame photo freepik created by wirestock

Tradições e curiosidades sobre o Natal em todo o Mundo

  • Estados Unidos da América

Colonizadores europeus popularizaram as árvores de Natal na América do Norte no início do século XIX. Dizem que o primeiro homem a ter ideia de produzir árvores de Natal em Nova York, foi o lenhador Mark Carr. Por volta de 1851, Mark observou uma grande procura pelas árvores para celebração de Natal, decidiu então investir nisso e começou a plantar pinheiros.

Em todo o mundo, os americanos talvez sejam os maiores apreciadores desta época natalícia, transformando o advento num momento realmente mágico em muitos aspectos, a começar pela magia da decoração.

Uma tradição americana que tem ganhado força, é a reciclagem das árvores de natal naturais no mês de janeiro. A preparação para a reciclagem também é tradição. As árvores são deixadas nas calçadas das ruas pelos moradores, para serem recolhidas pela câmara municipal e poderem passar pela reciclagem, mais especificamente por uma máquina de triturar.

Este processo de reciclagem de árvores de natal é chamado de mulch (adubo), que tem várias utilidades. As árvores recicladas darão origem a fertilizantes para adubar locais públicos como praças e parques, ou então irão se transformar em produtos para aromatizadores de ambientes, etc.

Os Suéteres de Natal feios, ganhou força na década de 1980. Trata-se de uma tradição onde as pessoas devem vestir um suéter de natal com estampas alusivas a data e que seja realmente Ugly (feio). Famílias anualmente compra um suéter feio para cada membro da família e se reúnem para a foto de natal. A tradição segundo dizem nasceu no Canadá no ano de 2001.

E a indústria de suéteres feios tornou-se um negócio multimilionário, com sites exclusivos para a venda dessas peças e até mesmo hipermercados aderiram a este tipo de comércio para atrair mais público.
O Quebra-nozes, foi apresentado pela primeira vez fora da Rússia em 1934, na Inglaterra, e chegou aos Estados Unidos em 1944, quando foi apresentada pelo San Francisco Ballet. Assistir ao ballet Quebra-Nozes inspirador num romântico conte de Natal, é tradição nos U.S.A, tornou-se um evento imperdível na América desde a década de 1960, à medida que as apresentações se espalhavam por todo o país.

  • Alemanha

As primeiras versões dos Calendários do Advento, foram iniciadas na Alemanha em 1903 pela editora Gerhard Land, ofereciam uma maneira lúdica para as crianças contarem os dias que faltavam até a chegada do Natal. No calendário do advento ao abrir uma porta ou janelinha, poderia haver um doce, ou um poema ou passagem bíblica.

A partir de 1920, os calendários ganharam popularidade em outros países evoluíram para calendários incríveis que incluem presentes diários que vão desde de mini garrafas de vinho a chocolates, maquilhagem, mini brinquedo, e muito mais. O calendário do advento é mais comum no hemisfério norte, países como o Brasil não mantém essa tradição.

Outra tradição alemã, as crianças abrem as meias de Natal na manhã do Dia de São Nicolau, 6 de dezembro. Conhecida como Festa de São Nicolau, essa tradição milenar é observada em muitos países europeus. Dentro das meias estarão guloseimas e pequenos brinquedinhos para as crianças começarem a desfrutar da magia do mês de dezembro.

A véspera de Natal é um dia repleto de comemorações para os alemães. As famílias passam o dia decorando a árvore, preparando a comida e enfeitando a casa. A noite as famílias se reunirão ao redor da árvore.

Para a entrega dos presentes uma campainha será tocada para que as crianças entrem na sala, onde a família cantará canções de natal antes do início da abertura dos presentes.

  • Inglaterra

As famosas Ginger Bread Houses, casinhas feitas com massa de biscoitos de gengibre levam a fama de terem sido incorporadas ao natal pela rainha Isabel I da Inglaterra, entretanto os alemães alegam terem sido eles a dar início a esta tradição. Antigamente era tudo artesanal, nos dias de hoje kits contendo diversos tipos de Ginger Bread Houses são encontrados nos comércios locais para venda.

Os cantores de Natal, crianças e jovens costumam ir de casa em casa ao fim do dia, tocando sinos e cantando canções de Natal. “The Holly and the Ivy” e “Hark! The Herald Angels Sing” são as músicas favoritas dos ingleses. As pessoas dão guloseimas aos jovens, como chocolates, tortinhas recheadas com nozes e frutas secas.

A ceia de Natal terá um peru com recheio de castanhas, ganso assado com groselha ou rosbife e de sobremesa o famoso pudim de Yorkshire. O melhor de tudo é o pudim de ameixa coberto com um ramo de azevinho.

O dia seguinte ao Natal é chamado de Boxing Day. Este dia não tem nada a ver com luta. Antigamente era tradição as pessoas encherem caixas de esmolas de igrejas com doações para os pobres. Em seguida, no dia 26 de dezembro, as caixas eram distribuídas. Nos dias de hoje, a tradição alterou-se e a população destina o dia 26 de dezembro a presentes em dinheiro ao carteiro, e a outros que os ajudaram durante o ano.

Tradições de Natal específicas e que fazem parte da cultura de muitos povos

  • Coroas ou Guirlanda para enfeitar as portas

Esta linda tradição de coroas, grinaldas e guirlandas de flores, surgiu nos tempos de Roma e Grécia antiga, e até hoje felizmente perdura em muitos países. Seu formato circular representa a vida eterna e as folhas e bagas de azevinho simbolizam Cristo e sua coroa de espinhos e sangue.

As coroas de flores naturais para decoração da guirlanda ou coroa de porta, nos dias de hoje, vêm em todas as variedades de flores. Frutas, bolas de vidro e fitas temáticas, são uma tradição secular e ainda hoje incorporadas na criação de uma guirlanda de natal.

Esta tradição mantem se no hemisfério norte, entretanto países como o Brasil também utilizam a guirlanda de natal para enfeitar a porta, porém não utilizam flores naturais.

  • Biscoitos e leite para o Papai Noel

A tradição de deixar biscoito e um copo de leite embaixo da árvore para o Pai Natal, nasceu na mitologia nórdica, como sinal de gratidão durante a Grande Depressão na década de 1930, um período de extrema dificuldade para a humanidade.

  • Bengalas Doces e Coloridas

As bengalas doces e coloridas penduradas nas árvores de natal como decoração e também oferecidas as crianças como guloseima, após o chocolate, são os doces mais vendidos em dezembro nos U.S.A, e datam de 1670 na Alemanha.

Inicialmente estas bengalas eram feitas com hortelã pimenta vermelha e branca e chegaram aos Estados Unidos em 1847, quando um imigrante sueco-alemão em Wooster, Ohio, os colocou em uma árvore. Na década de 1950, passaram a ser industrializadas tornando-se uma guloseima muito popular nos Estados Unidos e também em alguns países do hemisfério norte.

No Brasil esta tradição não ganhou força, embora nas lojas sejam vendidas bengalas feitas em plásticos ou biscuit com o único objetivo de decorar a árvore.

  • As Luzes de Natal

As luzes de Natal sem dúvida fazem parte de uma tradição que ocorre no mundo todo. Edward Hibberd Johnson, amigo de Thomas Edison teve a brilhante ideia de amarrar lâmpadas em volta de uma árvore de Natal em Nova York em 1882.

Em 1914, as luzes estavam sendo produzidos em massa e agora cerca de 150 milhões de conjuntos de luzes são vendidos nos Estados Unidos a cada ano. A tradição espalhou-se pelo mundo e atualmente existem centenas de opções de luzes para árvore de natal, nos mais diferentes formatos, materiais, cores e sincronias.

A tradição também passou a ser inserida nas ruas comerciais de diversas cidades, e em décadas passadas famílias reuniam-se no início de dezembro para irem ao centro da cidade conhecer a decoração de natal repleta de luzes e símbolos natalinos.

Algumas cidades ainda hoje se esmeram para decorar suas ruas principais com um show de luzes coloridas representando toda a simbologia natalina que torna o mês de dezembro magico para miúdos e graúdos.

  • Visitar o Pai Natal nos Centros Comerciais

A tradição de visitar o Pai Natal nas lojas de rua ou em grandes centros comerciais teve origem no ano de 1890, quando James Edgar de Brockton, Massachusetts, mandou fazer uma farda de Pai Natal para vestir e tronar a alegre a sua loja de secos e molhados.

A notícia de seu feito se espalhou e em 1891 e nos anos seguintes muitas lojas copiaram a ideia, embora a loja Macy’s em Nova York afirme ter sido a primeira a receber o Pai Natal no ano de 1862.
Estra tradição existe no hemisfério norte e também hemisfério sul. Grandes filas se formam em centros comerciais para que as crianças sentem no colo do Pai Natal, tirem uma foto e façam o seu pedido de Natal.

  • Poinséttias

As Poinséttias, a flor de natal da América são plantas nativas da América Central e foram levadas para os Estados Unidos pelo primeiro embaixador do país no México, o botânico Joel Roberts Poinsett, na década de 1820. A Poinséttia é a flor mais vendida para a decoração de natal nos U.S.A desde o ano de 1986.

Existem dezenas e dezenas de tradições espalhadas por todo o mundo para a celebração do Natal, neste artigo falamos um pouco sobre algumas para você conhecer mais sobre a data mais importante do ano.

A LIZGARDEN mais uma vez, neste ano de 2021 trará grandes novidades em arranjos florais para decorar a sua casa ou empresa no Natal, e também para oferecer como presente de Natal aos seus entes queridos, amigos, colegas de trabalho, clientes e parceiros de negócios.

Caso você pretenda um projeto de decoração natalina especial para sua casa, empresa, hotel ou comércio, a Lizgarden terá todo o gosto de agendar consigo uma consultoria para juntos podermos criar algo mágico para celebração do seu Natal.

Poderá agendar esta consultoria através do nosso telefone: (351) 218 429 960

Visite nossa loja online: Lizgarden

Conheça nossa página no Facebook: – Lizgarden

LIZGARDEN…ARTE & FLOR em forma de AMOR ♥

Fonte: History
Imagem: Freepik Christmas vector created by freepik

Populares